A Diacereína é indicada para o tratamento específico, de longo prazo, oral, de doenças degenerativas articulares (osteoartrose e doenças relacionadas). Inibe a síntese da interleucina 1, a síntese de proteases e a produção de radicais livres de oxigênio, todos implicados no processo de degradação cartilaginosa, e estimula a produção de componentes da matriz cartilaginosa, como colágeno e proteoglicanos. Através da inibição da IL-1, age na cascata inflamatória em um estágio anterior do que os AINEs ou corticosteróides. Portanto, reduz os níveis dos principais mediadores responsáveis pela propagação e exacerbação da inflamação, resultando na redução da inflamação nos pacientes com osteoartrose.

Não afeta a cascata do ácido araquidônico e não inibe a síntese de prostaglandinas, tromboxanos e leucotrienos e assim, tem baixo potencial para causar dano gástrico e apresenta assim maior tolerância gástrica que os AINEs.

Em prazo mais longo, a Diacereína também estimula a síntese dos componentes da cartilagem tal como o ácido hialurônico, bem como o colágeno e os proteoglicanos. Isto fornece os componentes primários essenciais para melhorar a síntese da matriz extracelular, levando à regeneração da cartilagem.

Dose sugerida: 50mg duas vezes por dia nas principais refeições por pelo menos 3 meses. É recomendado que o tratamento seja iniciado com uma cápsula por dia na refeição da tarde durante 4 semanas, já que pode causar aceleração no trânsito intestinal em alguns pacientes nas primeiras semanas. Uma vez que o paciente tenha se acostumado com a medicação, a dose deve ser aumentada para duas cápsulas por dia. A ação antiálgica manifesta-se de 2 a 4 semanas após inicio do tratamento, e por isso os analgésicos ou AINEs podem ser administrados concomitantemente durante as primeiras 2 a 4 semanas do tratamento.

Produtos Relacionados