A disbiose intestinal é um problema mais comum do que se imagina. Sintomas como prisão de ventre, diarreia, gases e sensação de estufamento podem ser sinais deste problema.

Vamos entender então, o que é disbiose intestinal.

Nosso intestino é revestido internamente por uma flora bacteriana benéfica, responsável pela absorção de nutrientes, produção de determinadas vitaminas e manutenção da imunidade. Estas bactérias devem estar em quantidade suficiente para manter a saúde intestinal, inibindo o crescimento de bactérias, fungos ou protozoários que prejudicam as funções do intestino. A disbiose intestinal acontece quando as bactérias boas do intestino estão em quantidade reduzida,  favorecendo a proliferação dos microorganismos patogênicos.

Os principais fatores que podem provocar este desequilíbrio são:

  1. Uso de antibióticos e uso indiscriminado de laxantes
  2. Consumo excessivo de álcool
  3. Estresse e ansiedade exacerbados
  4. Consumo excessivo de açúcar, carboidratos simples e alimentos processados
  5. Dieta pobre em fibras
  6. Doenças intestinais como a diverticulite

Os principais sintomas da disbiose são: prisão de ventre ou diarreia, gases, estufamento, enjoos e dor de cabeça. No entanto, a produção de substâncias inflamatórias e toxinas pelas bactérias patogênicas pode causar problemas em outras partes do organismo. Pessoas com disbiose podem desenvolver urticária e acne, enxaqueca, baixa imunidade e candidíase recorrente.

Para tratar a disbiose, é necessário o acompanhamento do médico ou nutricionista pois reestabelecer a saúde intestinal não é tão simples. Este processo engloba desde a retirada do fator ou fatores causadores do problema até a redução da inflamação intestinal, recuperação da mucosa e o reestabelecimento da microbiota saudável. Segue então algumas dicas para proteger a saúde de seu intestino:

Priorize o consumo frutas, legumes e verduras: evite alimentos industrializados, ricos em corantes e outros aditivos químicos.

Evite alimentos ricos em carboidrato simples: pães, massas e farinhas refinadas devem ser consumidos com moderação, pois são rapidamente digeridos e aumentam a fermentação no intestino.

Beba água: o consumo adequado de água ao longo do dia é muito importante para a saúde intestinal. Caso não tenha o costume de beber água, ande sempre com uma garrafa d´agua e adquira este hábito. Priorize sempre a água, evitando o consumo de bebidas açucaradas, como refrigerantes e sucos prontos de caixinha.

Aumente o consumo de probióticos e prebióticos: Além da adoção de hábitos alimentares mais saudáveis, o consumo de probióticos, ou lactobacilos, é fundamental na recuperação da saúde intestinal. Estes nutrientes podem ser obtidos através dos alimentos ricos em fibras e dos alimentos probióticos como o iogurte natural, o kefir e o leite fermentado.

No entanto, os probióticos podem ser manipulados e suplementados através de cápsulas ou sachês para diluir em água. Existem inúmeras cepas destes probióticos disponíveis para suplementação, portanto, uma análise clínica cuidadosa deve ser realizada para saber quais tipos deverão ser usados em cada caso.

Leave Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

clear formSubmit